A Igreja corrompida | Exorcismo: Ritual Romano

Fazia muito tempo que eu não lia uma história tão complexa, completa e incrível sobre exorcismo, sem falar de todo o plot twist da história.

Acabei recebendo da nossa parceira, a DarkSide, uma graphic novel chamada Exorcismo: Ritual Romano, escrita por El Torres e ilustrado por James Martínez, seu nome é uma referência clara ao livro manuscrito de mesmo nome, Rituale Romanum, que funciona como um manual de instruções para padres, com instruções de como realizar rituais para benzer água benta, como tratar imagens e, principalmente, como funciona e como realizar um exorcismo.

Então, vamos entrar nas bibliotecas do Vaticano e entender mais sobre essa história!

Continuar lendo “A Igreja corrompida | Exorcismo: Ritual Romano”

Anúncios

A Tecnologia como vício | Tokyo Ghost

É inegável que a tecnologia trouxe diversos benefícios para a nossa vida, mas como diria Tio Ben:

Com grandes poderes, grandes responsabilidades.

E isso é algo que as pessoas não tem quando o assunto é tecnologia. Claro, somos avisados sobre os malefícios do consumo excessivo de mídias digitais, ou sobre como nosso desenvolvimento industrial e tecnológico está lentamente matando o planeta, mas se têm algo que realmente faz as pessoas refletirem sobre este tema são livros/HQ’s ou mangás que falam sobre universo cyberpunk. Hoje iremos falar de Tokyo Ghost, uma graphic novel sobre um universo distópico em que a tecnologia é a mais nova droga.

Continuar lendo “A Tecnologia como vício | Tokyo Ghost”

O novo livro do Neil Gaiman!

Sempre tem bastante coisa em relação ao Neil Gaiman, tanto que ele sempre está nos holofotes ou sendo falado, por conta de seus livros, HQ’s e até mesmo séries.

Inclusive, o meu quadrinho favorito foi escrito por Gaiman! Sandman e os perpétuos é de longe o melhor quadrinho já li e, sem sombras de dúvidas, Good Omens é a minha série favorita da Amazon também, todas obras de Gaiman! Então, bem mais para frente farei um post sobre a história de Gaiman e todas as suas inspirações (incluindo Alan Moore), ou até mesmo um vídeo, quem sabe! (O site agora tem um canal no Youtube! Clique aqui e confira!).

Continuar lendo “O novo livro do Neil Gaiman!”

A Escuridão presente em J. Marques

Recentemente eu estive na Campinas Anime Fest e achei algo extremamente interessante lá no Artist Alley, um livro de fantasia. Entretanto, não é uma fantasia qualquer, mas uma fantasia com um toque mais sombrio e realista, onde existe o medo real dos seus personagens não se darem bem.

Não pude deixar de comprar, tanto para apoiar escritores independentes, quanto pela minha fascinação por histórias em que os monstros não são tão perigosos quanto os humanos, entretanto acabei comprando apenas dois contos do autor J. Marques, da série Crônicas da Escuridão, onde a caça e o desconhecido reinão, principalmente nestes contos.

Continuar lendo “A Escuridão presente em J. Marques”

O individualismo de Bioshock

Em discussões acaloradas da internet dos dias de hoje, muito se fala sobre Ancap, os conhecidos anarcocapitalistas (não vou entrar no mérito de dizer se isso é válido ou não, principalmente por conter anarquismo a direita em uma mesma ideologia, fica para um possível post). Além de serem conhecidos pela sua argumentação passivo-agressiva, também são conhecidos pela sua filosofia individualista, onde o bem-estar de um único indivíduo e superior ao do coletivo.

Sempre que tal discurso vêm a tona, só consigo me lembrar de um jogo:

Bioshock.

Continuar lendo “O individualismo de Bioshock”

É só um beijo

É só um beijo.

Nada mais, nada menos. Apenas um beijo.

É estranho ter que fazer esse tipo de afirmação em pleno ano de 2019, mas não tem nada de imoral ou impuro em um beijo, seja ele homo ou heterossexual.

Entretanto, vale ressaltar que o beijo já foi visto como um gesto digno de espanto! Principalmente nas épocas mais conservadoras da era Vitoriana, onde o beijo era a demonstração máxima de amor em público.

Os ventos sopram, as coisas mudam.

Continuar lendo “É só um beijo”